06 maio 2020

Brincadeiras: Quem quer brincar põe o dedo aqui!

Pra começar nossa conversa, lembrete importante! Não deixe de registrar, fotografar, filmar, como achar melhor, momentos de brincadeira e aprendizagem que estão acontecendo aí na casa de vocês e enviar pra nós através de mensagem em nosso Facebook. Assim como compartilhamos o que podemos com vocês, ficaremos imensamente felizes se puderem compartilhar conosco matando um pouquinho da nossa saudade quando virmos nossos pequenos “fazendo e acontecendo” por aí.

Vídeo da professora Daniely e seus pequenos com sugestões de brincadeiras em casa!

“Brincar é a mais indicada forma de aprender.” (Renata Meirelles, educadora e coordenadora do Território do Brincar


Você sabia que o currículo da Educação Infantil tem como eixos principais de trabalho as interações e as brincadeiras? E que não foram simplesmente escolhidos pelo município de São Paulo? Não! Nosso documento oficial da Prefeitura de São Paulo, o Currículo da Cidade Educação Infantil, foi criado a partir de muitas experiências, estudos, discussões e documentos normativos nacionais como a Base Nacional Comum Curricular e as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil, os quais até mesmo a rede particular de ensino deve seguir.

“Interações porque bebês e crianças aprendem vivendo relações com os outros (adultos, crianças de mesma e de diferentes idades) e com a cultura de seu território, da cidade, do mundo que passam a conhecer. Brincadeira porque é a linguagem por meio da qual bebês e crianças aprendem e expressam o que aprendem nas relações que vivem, porque é a forma como melhor aprendem nessa etapa da vida. ” (Currículo da Cidade de São Paulo Educação Infantil, SÃO PAULO, 2019, p. 123)

No material Trilhas de Aprendizagem, a partir da página 43, há uma série de sugestões de brincadeiras com água!

Até Albert Einstein já dizia...

“Brincar é a mais elevada forma de pesquisa. ”

Todos eles, os documentos, a Renata e o Einstein nos confirmam o que, com olhos e corações atentos, podemos perceber no dia a dia com as crianças: as brincadeiras são sua melhor forma de expressão e aprendizagem. Brincando elas exploram o mundo a sua volta, os objetos, a interação com o outro e aprendem com tudo isso. O esforço mental realizado em cada brincadeira escolhida irá desenvolver raciocínio, criatividade, planejamento, cálculo, o exercício das relações sociais que por sua vez exigem tantas outras habilidades: respeito pela escuta, fala e vez do outro, tomada de decisões, capacidade de negociar, trocar papeis e criar, superar ou frustrar suas expectativas, todas estas regras de convívio em sociedade, certo?


“ a Educação Infantil precisa promover experiências nas quais crianças possam fazer observações, manipular objetos, investigar e explorar seu entorno, levantar hipóteses e consultar fontes de informação para buscar respostas às suas curiosidades e indagações.  Assim, a instituição escolar está criando oportunidades para que as crianças ampliem seus conhecimentos do mundo físico e sociocultural e possam utilizá-los em seu cotidiano. ” (Base Nacional Comum Curricular Educação Infantil, BRASIL, 2017, p.41)

"Quem quer brincar põe o dedo aqui!"
O brincar livre só acontece quando as crianças têm autonomia, podem criar, recriar, estabelecer seus tempos, espaços, acessórios, papéis. Aos adultos cabe observar o envolvimento, o que mais interessa, enxergar os sinais das habilidades e maturidade da criança, provocar, intervir com perguntas, sugestões, esclarecimentos. Claro, brincar junto é o mais gostoso e aconselhável. Quando a criança consegue a atenção e/ou participação do adulto, ela mantém a sua atenção e interesse na brincadeira por mais tempo.

Os adultos também podem sugerir outras brincadeiras, novidades, desafios. É o brincar lúdico. Desde que a criança participe ativamente, proponha alterações se quiser, não seja cobrada quanto ao desempenho e sim, incentivada e orientada, ela vai adorar brincar e aprender de outras formas além das que ela cria. Põe o dedo aqui pra entender direitinho essa história!

No vídeo lá em cima e em nosso álbum no Facebook, você pode espiar um pouquinho de como estão sendo nossos dias de quarentena aqui em casa. Na maior parte do tempo e vivências, eu embarco nas “viagens” e vontades deles, minha mocinha de 4 anos e meu garotinho de 2 anos. Outras acontecem não porque sou uma mamãe professora. Mas uma mamãe curiosa e “fuçadora”. Muitas destas vivências dos meus pequenos que compartilho aqui com vocês, você também encontra em outros blogs, sites, redes sociais. Afinal, o maior aprendizado dessa nova era é a solidariedade. E ela também se encaixa em trocar experiências. Vamos trocar e fazer acontecer!

Não deixem de visitar nosso livro Trilhas de aprendizagem. Ele também traz muitas ideias legais de como brincar e aprender. Você já recebeu ou irá receber impresso em sua casa!

Desafio #1: Pra gente grande!

Para todos os interessados e curiosos que querem entender melhor o universo precioso do brincar e buscam também ideias e horizontes, segue abaixo um vídeo que irá mexer com você, tenho certeza! E deste link, você pode seguir para tantos outros tão ricos que estão lá no Território do Brincar.


Desafio #2: Pra gente pequena!

Selecionamos alguns vídeos para assistir junto das crianças e inspirar suas brincadeiras! Além do vídeo logo abaixo, sugerimos assistir também a Sinuquinha e o Jogo com pedras - cada um de uma região diferente do nosso Brasil! Conheçam também o Canal Parabolé, que traz uma série de sugestões de brincadeiras!

Casinha e Guisadinhos no Vale do Jequitinhonha (MG)

É importante lembrar que, de acordo com a OMS (Organização Mundial de Saúde), o tempo de tela para crianças de 4 a 5 anos (seja de celulares, computadores ou televisores) deve ser de, aproximadamente, 60 minutos ao dia!

Continuem acompanhando nosso blog: todo dia útil teremos novidades! Deixe também aqui nos comentários suas sugestões e como foi a experiência a partir de nossas propostas! Não esqueça também de preencher o nosso questionário: ele nos dará pistas para descobrir como poderemos auxiliá-los neste momento tão complicado!

Texto, roteiro, seleção dos materiais, fotos e participação: Daniely Nobre
Publicação: Fernanda Fusco e Daniela Maia
Vinheta e edição do vídeo: Fernanda Fusco
Trilha sonora: Daily Beetle (Kevin MacLeod - Incompetech)
Efeitos sonoros: FreeSound.org

2 comentários:

  1. Mamãe Vanessa e Joaquim6 de maio de 2020 17:15

    Olá pessoal da escola. Gostei muito de rever minha amiguinha Heloisa...Também estamos brincando de muitas coisas diferentes e malucas...Já fizemos cabana, pintura, massinha, dançamos...fizemos pão de queijo, bolo, pãozinho de batata...Estamos com saudades mas, sabemos que o melhor agora é ficar em casa.
    Um beijo bem grande.

    ResponderExcluir
  2. O André adorou ver a Heloisa e as brincadeiras.
    Fizemos algumas em casa🥰

    ResponderExcluir

https://1.bp.blogspot.com/-6XvqrgRUtmE/XpAnsq0hy8I/AAAAAAAAOMM/XQaf2shwZRQ_UjLVPe3AFHYV0yisWRzRACLcBGAsYHQ/s1600/footer2.png