26 junho 2020

Vamos conversar: Materialidades em Artes

Ei! Vamos conversar? No bate papo de hoje a professora Daniela Maia faz algumas provocações acerca das artes, suas potencialidades e conta um pouco a importância das construções e criações das crianças a partir da mais diversificada disponibilidade de materiais, para além do papel A4 e da canetinha.



Perceber as possibilidades nas materialidades é ampliar o repertório das crianças, é apreender o mundo de corpo inteiro e, como nos diz Marcio Vassalo,

Viver em estado de poesia não significa passar o dia todo flutuando por aí. É viver com encantamento e beleza, olhando para as coisas e as pessoas, sempre que possível, com olhos de primeira vez.


Olhos de primeira vez, é isso! As artes convidam os sentidos, convidam o corpo inteiro... Não! Na verdade convidam o mundo inteiro com todas as suas materialidades. Nas mãos das crianças tudo se transforma, ganha vida nova. Uma caixa vira um carro, tampinhas produzem sons, transparências instigam a curiosidade, tintas fazem mágicas com as cores, a cola é uma boa amiga e a tesoura renova as formas. Mas tudo isso só é possível, quando acreditamos que o mundo expressivo e criativo das artes visuais não cabe numa folha A4. De nossa conversa quero fazer alguns destaques:

  • As artes manifestam-se por meio da música, das artes visuais, da literatura, da dança, do teatro, da fotografia, do cinema etc;
  • Toda arte é uma forma de expressão, é autoral;
  • As crianças precisam mais do que uma folha A4 para expressarem-se;
  • É fundamental propor o maior número de suportes e riscantes para criação e experiência em artes;
  • A criança aprende com o corpo todo;
  • Elementos do cotidiano são bom suportes;
  • Nas mãos das crianças os materiais ganham outros significados;
  • É muito importante respeitar o tempo de criação das crianças, inclusive para que elas possam dar continuidade a sua obra noutro dia;
  • O mundo é inédito para as crianças;
  • As crianças devem ter um espaço para criar e expor suas produções;
  • Visitar museus, exposições é proporcionar uma imersão em artes para as crianças;
  • Artistas nos inspiram com seus percursos criativos e com suas obras em si.


Agora que já sabemos que diversificar suportes e riscantes alimenta a imaginação, a criatividade e a percepção que as crianças tem do mundo a sua volta, possibilitando a expressão das emoções, que a  arte gera encantamento, que propicia uma explicação bela e poética do mundo, vamos permitir que ela nos "tire do lugar" e nos leve a outros, nos leve ao encontro da música, da dança, das histórias, do teatro, da pintura, das construções, do cinema e em muitos outros. Vamos nos preencher, nos ocupar das artes! 

Quando se expressa, seja fazendo um gesto, seja brincando, seja desenhando, seja construindo alguma coisa, fotografando ou gravando uma situação, a criança afirma para si o seu aprendizado e a sua relação com as coisas do mundo que vai conhecendo. É assim também que ela nos comunica sobre o que percebe do mundo ao redor, sua própria história, seus sentimentos. (Currículo da Cidade - Educação Infantil p. 103)

E não deixem de fazer seu comentário no nosso blog, tirem fotos e filmem! Registrem este momento! Vocês podem também nos encontrar no Google Classroom (para aprender a acessar, clique aqui)! Convidamos todas e todos a preencher o nosso questionário: ele nos dará pistas para descobrir como poderemos auxiliá-los neste momento tão complicado!

Roteiro, seleção de materiais e texto: Daniela Maia
Edição de vídeo: Daniela Maia
Vinheta: Fernanda Fusco
Efeitos sonoros: FreeSound.org
Trilha sonora: Kevin MacLeod - Incompetech     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

https://1.bp.blogspot.com/-6XvqrgRUtmE/XpAnsq0hy8I/AAAAAAAAOMM/XQaf2shwZRQ_UjLVPe3AFHYV0yisWRzRACLcBGAsYHQ/s1600/footer2.png