25 setembro 2020

Série: Uma imagem...muitas histórias

Olá! A sexta-feira chegou e com ela mais um episódio da nossa série Uma imagem...muitas histórias. Na postagem de hoje fazemos um convite a reflexão, na verdade uma provocação! Inspiradas na obra Humanae de Angélica Dass, brasileira, carioca, brilhante, que com sua obra (sem data para finalizar, em constante construção) invoca nosso olhar e nossas emoções a perceber que para além da cor preta, branca, amarela, rosa ou bege, a paleta dos tons de pele humana não tem fim e vai muito além dessa caixinha de cores pré determinadas. Um belo convite para pensarmos em nossa condição humana para além da racialização, do racismo estrutural, que nos opõe, discrimina, exclui e gera violência. Nesse sentido, e inundados de inspiração pela obra Humanae, buscamos fazer a releitura, a aproximação da poética pensada por Angélica Dass, com as fotos de nossas crianças, enviadas pelas famílias. Vamos ver o resultado dessa proposta:


E então? Temos certeza que ficaram encantados com o resultado! Nos parece equivocado que apenas um lápis dê "conta" de representar tamanha diversidade. Nosso empenho cotidiano é propor experiência às crianças que as façam pensar e repensar acerca dessa questão. E como diz a própria Angélica Dass

“Quero captar as nossas cores de verdade, no lugar de sermos etiquetados como branco, preto, amarelo, vermelho, associados a raças"

É isso, percebermo-nos para além, muito além das etiquetas ou das caixinhas que querem nos fazer caber! Cada um de nós é ÚNICO(A), e é isso que importa! Sejamos essência! Com sua obra Angélica Dass, tem a forte intenção de abolir a discriminação e encorajar o diálogo sobre os estereótipos e preconceitos que condicionam nossas percepções a partir de um único viés: a cor da pele. Somos muito mais que isso, somos mesmo a resultado das experiências que vivemos, nossos medos e encorajamentos, nossa ancestralidade, a história que vivemos, e até mesmo aquilo que não pudemos vivenciar, tudo isso nos compõe, desde a mais tenra idade, e é aqui nosso ponto de atuação: as nossas crianças, que precisam aprender a perceber o mundo para além de uma caixa de lápis ou giz de 12 cores, temos um mundo inteiro para explorar, interagir e descobrir.

Para isso as materialidades são determinantes. Algumas questões se fazem necessárias: A que materiais nossas crianças tem acesso, quais livros leem? Quais são os protagonistas dessas histórias? Nossas crianças se veem representadas nesses livros, vídeos e brinquedos (bonecas, heróis e heroínas, etc)? Quais programas de televisão assistem? Do que conversam? Quais perguntas são feitas? Que mundo estamos apresentando às crianças? Enfim nossa tarefa vai ao encontro de mostrar a potência da diversidade, rompendo com o fato de apresentar às crianças uma única versão das coisas. Isso só é possível quando as materialidades oferecidas  elas dão conta de representar a diversidade e inundar o seu imaginário sobre as muitas formas de ser e estar no mundo!

“...Estou tentando provar que ninguém é branco, preto, vermelho ou amarelo...raça é uma construção social, não existe científica e biologicamente. Então por que a gente continua falando em branco e preto? Por que continuamos ensinando nossas crianças esse conceito de que eu sou negra e o outro é branco?" Angélica Dass, em entrevista à Fundação Iberê.
  
   
Desafio #1 Pra gente grande: Para continuar pensando... 

Com vocês Angélica Dass, Vamos ouví-la, permita que Humanae te invada!


Desafio #2 Para os pequenos(as): A música e o poder de tocar o coração da gente

Vamos ouvir a música "De toda cor" de Renato Luciano. A canção toda é um enanto, seu refrão é tocante e diz assim:

"Passarinho de toda cor, 
 Gente de toda cor
 Amarelo, rosa e azul
 Me aceita como eu sou"


Assim como todas as nossas propostas aqui no blog, os desafios não são de caráter obrigatório e nem precisam ser realizados em um mesmo dia, são sugestões para dar continuidade a temática abordada, para diversificar a rotina, mantermos a nossa conexão com a escola e que podem ser complementadas de acordo com suas necessidades!

Não se esqueça de fazer filmagens, tirar fotografias e enviar via WhatsApp! Vocês podem também nos encontrar no Google Classroom (para aprender a acessar, clique aqui)! Convidamos todas e todos a preencher o nosso questionário: ele nos dará pistas para descobrir como poderemos auxiliá-los neste momento tão complicado!

Roteiro, texto, seleção de materiais, criação e edição de gif: Daniela Maia 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

https://1.bp.blogspot.com/-6XvqrgRUtmE/XpAnsq0hy8I/AAAAAAAAOMM/XQaf2shwZRQ_UjLVPe3AFHYV0yisWRzRACLcBGAsYHQ/s1600/footer2.png