13 outubro 2020

VIAJANDO PELA VENEZUELA

Hoje a nossa viagem será pelo país chamado Venezuela, que faz fronteira com nosso país. O objetivo é conhecer um pouco da cultura, diversidade e curiosidades deste lugar valorizando e resgatando a identidade de seu povo.



A cultura da Venezuela é o resultado da interação entre as diferentes culturas africanas, europeias e indígenas. Da mesma forma, também permitiu a entrada de outras culturas que foram chegando ao país através de processos de migração. É por isso que é um país rico em cultura e diversidade, pois leva tradições e elementos de vários grupos. O nome Venezuela significa “pequena Veneza”. A língua oficial da Venezuela é o espanhol, que foi introduzido no território durante o século 16 através da colonização. Vamos juntos, aprender mais e mais sobre a Venezuela com a professora Carla Bregola.


Assim como todas as nossas propostas aqui no blog, os desafios não são de caráter obrigatório e nem precisam ser realizados em um mesmo dia, são sugestões para dar continuidade a temática abordada, para diversificar a rotina, mantermos a nossa conexão com a escola e que podem ser complementadas de acordo com suas necessidades! 

 

https://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/thumb/0/06/Flag_of_Venezuela.svg/1024px-Flag_of_Venezuela.svg.png


As brincadeiras tradicionais na Venezuela são inúmeras e também são conhecidas aqui no Brasil. Vamos citar algumas delas: Pipa, iô-iô, bonecas de pano, pular corda, pedra, papel e tesoura, jogo da velha, futebol, cobra-cega, jogar pedrinhas, passa-anel, amarelinha, pega-pega, esconde-esconde, entre outras. Como sugestão vamos ensinar a confecção de um brinquedo muito utilizado pelas crianças na Venezuela, o Gurrufio. Você só vai precisar de um CD que não usa mais, uma tesoura e barbante (o passo-a-passo segue no vídeo).


Os instrumentos musicais tradicionais da Venezuela também são o resultado da combinação de culturas europeias, africanas e indígenas. Antes da chegada dos espanhóis, os indígenas venezuelanos usavam flautas esculpidas em ossos, apitos de argila, trombetas de conchas do mar e maracas. Com a colonização e a chegada dos espanhóis e africanos, outros instrumentos foram introduzidos na cultura venezuelana, como os quatro, o instrumento musical nacional e o tambor. Entre os estilos musicais típicos da Venezuela, a música llanera (como “Florentino y el Diablo” e “Caballo Viejo” de Simón Díaz) e a gaita de fole, gênero do estado de Zulia, geralmente tocada durante o Natal. A dança nacional da Venezuela é o Joropo, de origem espanhola, a dança é acompanhada com canções tocadas em instrumentos de cordas de origem africana.

Crianças venezuelanas dançando Joropo

Venezuela: dados, características e crise política e econômica Nesse sentido, a Venezuela também foi influenciada pela cultura cubana e pelo Caribe em geral, uma vez que a salsa (dança e estilo musical originário de Cuba) é um estilo praticado pelos venezuelanos.
A culinária é provavelmente um símbolo muito representativo da Venezuela. Podemos observar uma combinação cultural nas comidas típicas do país. O interessante é que a culinária varia dependendo da região do país: têm pratos com influência da Amazônia, Caribe, da região dos Andes e da região central de Caracas. É uma expressão da simbiose das raízes indígenas, europeias e africanas.

A América do Sul é farta em manifestações culturais, em temperos e ingredientes. O milho é, disparado, a primeira das instituições culinárias de lá. A principal forma de consumo do milho é como farinha fina, branca ou amarela, sendo base das populares arepas e dos bollitos. A variedade culinária é grande, mas o emblema da Venezuela é mesmo a arepa. Os bolinhos fritos ou grelhados são crocantes por fora, têm recheios diversos, são à base do café da manhã e dos lanches. Sua versão cozida em água, e em formato semelhante ao quibe, é o bollito. Existem vários pratos típicos e tradicionais no país como: cachapas, hallacas, tequenos, quesillo, venezolano, empanadas e arepas. Como sugestão, assista no vídeo o preparo da receita da arepa!

Ingredientes

1 xícara de farinha de milho        
1 xícara de mussarela ralada
2 colheres (sopa) de manteiga derretida
1 xícara de leite
50 g de manteiga
1 pitada de sal
100 g de queijo mussarela  para rechear

Modo de preparo
Numa tigela, misture a farinha de milho, o queijo e o sal. Acrescente o leite e a manteiga derretida e misture. Deixe descansar por 5 minutos. Molde a massa como se fossem fazer panquecas. Unte uma frigideira antiaderente com manteiga e deixe em fogo médio. Doure cada lado das arepas por 5 minutos.
Corte horizontalmente e recheie com o queijo muçarela. Coloque na frigideira novamente para derreter o recheio. Sirva em seguida. Na hora de rechear, use a imaginação: vale peito de peru, linguiça, frango desfiado com molho, queijos diversos, requeijão, tomate e o que mais você gostar!


Cor também é ingrediente constante na cozinha venezuelana. O pré-preparo de muitos pratos salgados é feito de um refogado à base de pimentão vermelho, alho e cebola. O coentro também está na lista dos condimentos. Do consumo de frutas, a laranja local, dizem, é excelente. Não dispensam ainda manga, banana e melancia. Dividem seu apreço por carnes, entre as vermelhas e entre os frutos do mar, tudo em pé de igualdade. Na região oriental do país, uma sopa chamada sancocho, feita de cabeça de peixe e legumes (cenoura, batata-inglesa, além de banana verde) cozida por cinco horas, é iguaria, bem como um bom churrasco acompanhado de mandioca cozida.

O país é belo é rico em belezas naturais.  Faz divisa com a Colômbia, Brasil e Guiana e é banhada pelo tão desejado mar do Caribe. No outro extremo do país encontramos a Cordilheira dos Andes. Com tantas belezas naturais o país possui grande potencial. Separamos dois pontos turísticos para conhecimento:

Arquipélago Los Roques

http://www.saomarcosonline.com/wp-content/uploads/2019/03/lor-roques.jpg 

Arquipélago Los Roques é um arquipélago cheio de ilhas e ilhotas, aproximadamente 350, localizado no Mar do Caribe. Protegida por barreiras de corais é uma região de areias brancas e finas, águas translúcidas com visibilidade entre 10 e 30 metros. 

Andes Venezuelanos

http://www.saomarcosonline.com/wp-content/uploads/2019/03/andes-venezuelanos.jpg

Se por um lado, a Venezuela é tudo o que o Caribe tem de melhor para oferecer, por outro ela também tem o melhor da Cordilheira dos Andes: picos com até 4 mil metros de altitude, vales, lagoas e até neve. A primeira cidade desse caminho dos Andes é Trujillo ou Nuestra Señora de la Paz de Trujillo.

Para viajar para a Venezuela, que tal acessar o Google Earth, como a professora Arline Midori sugeriu em uma de nossas publicações? Clique aqui!

Playlist com músicas no ritmo llanera, típicas da Venezuela

Não se esqueça de fazer filmagens, tirar fotografias e enviar via WhatsApp! Vocês podem também nos encontrar no Google Classroom (para aprender a acessar, clique aqui)! Convidamos todas e todos a preencher o nosso questionário: ele nos dará pistas para descobrir como poderemos auxiliá-los neste momento tão complicado!

Roteiro, texto, seleção de materiais: Carla Bregola
Edição de vídeo e vinheta: Fernanda Fusco
Efeitos sonoros: FreeSound.org
Trilha sonora: Merecure Aire (Llanero)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

https://1.bp.blogspot.com/-6XvqrgRUtmE/XpAnsq0hy8I/AAAAAAAAOMM/XQaf2shwZRQ_UjLVPe3AFHYV0yisWRzRACLcBGAsYHQ/s1600/footer2.png